terça-feira, novembro 18, 2014

Churrasco Gourmet: Geleia de Pimentão Vermelho para Acompanhar a Carne Suína





Hoje a dica é de um acompanhamento bacana para o churrasco. 

Há algum tempo, publiquei no Instagram a foto de uma iguaria preparada pelo marido em um churrasco aqui em casa: pancetta com geleia de pimentão vermelho. Muitos comentários e perguntas na sequência. 



Na época, compramos essa geleia em uma viagem pelo interior de SP, em uma loja própria do fabricante, cujos produtos são artesanais e muito saborosos e, justamente, por serem diferenciados, não são comercializados em muitos locais. 

Embora o nosso hábito seja associar o consumo de geleias às torradas e biscoitos, seja no café da manhã ou chá da tarde, algumas delas são ótimos acompanhamentos para carnes, peixes e assados em geral ou até mesmo para compor canapés mais elaborados. 

A geleia de pimentões vermelhos, embora também fique deliciosa em uma torradinha, é per-fei-ta para acompanhar carne suína. Além da pancetta, testamos também com picanha suína e copa lombo e o resultado ficou simplesmente divino. 

Resolvi, então, me aventurar a preparar a geleia de pimentões vermelhos em casa. O sabor ficou ótimo e o melhor de tudo é que é bem fácil de preparar. Veja:


Ingredientes:

4 pimentões vermelhos grandes, sem a tampa e sem a sementes
1 xícara de açúcar
1 xícara de vinagre branco (sugiro ervas finas, maçã ou vinho branco)
sal a gosto
pimenta do reino a gosto


Modo de preparo:

Coloque os pimentões no processador (se não tiver, pode usar o mixer ou o liquidificador) até formar uma pasta. Atenção: não deixe formar uma pasta muito lisa ou liquidificar totalmente. 

Leve os pimentões ao fogo baixo em uma panela, acrescentando os demais ingredientes. A partir daí, é só mexer sem parar, até que a mistura adquira o ponto de geleia. Sempre em fogo baixo!

A quantidade reduzirá para aproximadamente 1/3 do volume inicial, pois o açúcar caramelizará e a água presente nos pimentões evaporará. 

Sobre o sal: coloquei 1 colher de sopa, achei que ficou meio salgado, pois sou uma pessoa que consome tudo com pouquíssimo sal. Por isso, aconselho a adicionar uma pequena quantidade no início do cozimento e, no final, acertar o ponto, se for necessário, ok?

Sobre o ponto de geleia: muito se fala em ponto de geleia e parece uma coisa super complicada. Mas não é. 

Quando a geleia estiver encorpando durante o cozimento, para saber se ela chegou ao ponto é bem simples: basta colocar uma quantidade em um prato e passar o dedo "dividindo" a geleia ao meio. Ela não deverá escorrer e encontrar a outra metade. Outra dica é lembrar do brigadeiro de panela. Quando começar a desprender do fundo, é só desligar. 



Depois do preparo da geleia, é preciso guardá-la em recipientes de vidro, previamente lavados e escaldados com água quente, em geladeira. A receita desse post praticamente completou um marinex de 300 ml. 

Para consumir, o ideal é separar porções pequenas, a fim de evitar que as facas e espátulas usadas contaminem o restante.

Essa receitinha também pode dar aquele help quando você estiver recebendo em casa, incrementando um canapé saboroso e fácil, com torradinhas e cream cheese. 

Em outros posts, voltarei com a Geleia de Gengibre, ideal para acompanhar picanha bovina e também a receita da Geleia de Pimentão Amarelo, que acompanha bem queijos como o gorgonzola. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...