quarta-feira, abril 16, 2014

Como Limpar e Conservar Madeira







Imagina uma casa com várias esquadrias de madeira, portas externas e internas em madeira, cercas laterais em madeira, veneziana e, inclusive, portas dos armários em madeira natural. Imaginou?

Pois bem, essa é a situação aqui em casa. Confesso que fiquei com medo. 

Medo porque é muito difícil que as pessoas consigam seguir completamente o calendário de manutenção que as esquadrias e móveis de madeira exigem. Por isso, nas construções é comum o uso de alumínio e do prático PVC. Água e sabão resolvem.

A madeira é nobre, bela e dá aconchego, isso ninguém pode negar. Preservá-la exige cuidados, não só de manutenção com os produtos certos, mas também na limpeza. 

É justamente a dica da limpeza que vou dividir hoje. Faz quase seis meses que estou morando aqui e pude observar que funciona. 

Para começar, a madeira deve estar tratada com um stain preservativo. O stain funciona bem em madeiras porque ele penetra e impregna a peça de madeira, evitando o aparecimento de fungos e protegendo a superfície contra umidade. 

Embora existam ótimos vernizes no mercado, eles não são os produtos mais adequados para a madeira, porque formam uma película sobre a superfície que a impede de respirar. Com o tempo, o verniz começa a rachar e craquelar, ocasião em que deve ser completamente removido antes de iniciar qualquer outro tratamento. 

Para saber o melhor tratamento da sua madeira, sempre recomendo o seguinte: tire uma foto da sua peça, reúna todas as informações sobre ela (tipo, tratamentos a que foi exposta, etc.), envie para o SAC das empresas fabricantes de stains e vernizes e siga as instruções. 

Bem, mas o post é sobre limpeza e sem sofrimento

Uma vez tratada com o stain preservativo, a limpeza das esquadrias de madeira é muito simples. 

O primeiro passo é espanador! Sim, um espanador ou escova macia (pode ser até uma vassoura de pelos) remove todo o pó que se acumula sobre as esquadrias de madeira, especialmente, nas venezianas que acumulam muito pó nas frestas. 

Aqui em casa, tenho usado esse senhor: um espanador eletrostático que literalmente "agarra" todo pó. Funciona para todas as superfícies.


Depois de removido o pó, uso o mesmo produto que a sua avó usava nos móveis: óleo de peroba! Basta uma flanela macia bem impregnada com óleo de peroba generosamente. Aplique em toda a superfície. Não esqueça de usar luvas! 



A periodicidade depende da quantidade de sol e chuva a que está exposta a sua esquadria ou móvel. Na sombra, você pode usar o produto a cada 2 ou 3 meses. Sob sol e chuva, o ideal é aplicar mensalmente. 

O óleo de peroba nutre a madeira e evita que ela fique ressecada e esbranquiçada. Além do óleo de peroba, você pode usar também o óleo de linhaça (para madeiras escuras) e o óleo de cedro (esse último também pode ser usado em cerâmicas e laminados de madeira). 

A boa notícia é que o produto se modernizou e tem versões para madeiras claras e escuras, além de um óleo restaurador de peroba que pode ser aplicado inclusive sobre as ferragens. Há também uma prática versão com gatilho. 

Os móveis de demolição e rústicos também aceitam super bem o óleo de peroba. Mas atenção, qualquer sujeira ou pó precisa ser removido antes, ok? Aqui uso em tudo a versão para madeiras claras. 

Dica somente para os móveis rústicos, tratados com cera: com o tempo, se você achar que o móvel rústico está escurecendo, basta passar bombril e continuar na sua rotina de limpeza normal. 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...