segunda-feira, março 15, 2010

NA REGIÃO DA ANTIGA URSS



As novas gerações certamente já ouviram falar da música dos Beatles, Back in the URSS, da Perestroika, de Stálin, de Lênin... e de mais um monte de fatos e personagens históricos dos países que compunham a antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas.

Pois é, as coisas mudaram muito, em termos de dados geográficos, desde a época em que isso "caía na minha prova"... Mas hoje dei uma passadinha pelo Discovery Civilization e assisti novamente o programa sobre o Desastre de Chernobyl.

Como aconteceu em 26/04/1986, é claro que eu me lembro perfeitamente bem desse terrível acidente. Mas naquela época, não havia a internet, não havia o acesso que hoje temos à informação e muita coisa foi escondida pelo governo daquele país. Também não sabíamos o que aconteceria nos anos seguintes, hoje sabemos.

Bem, o fato é que o programa do Discovery Channel é muito bom e passa uma síntese muito clara da situação do país àquela época, ao que esse acidente conduziu e como isso se reflete nos dias de hoje. 

Não vou continuar nesse assunto, prefiro que vocês pesquisem pela internet sobre o que ele representa para todos nós, vejam as fotos, os dados... É uma reflexão que todo humano deve fazer amiúde, especialmente, antes de votar.

Como uma coisa leva à outra, fui obrigada à concordar que muito pouco da rica cultura daqueles países foi mostrado ao mundo ao longo de anos. Na maior parte do tempo, eram exaltadas as barbaridades que os governantes cometiam em nome do socialismo.

Ora, quando criança, ouvíamos sobre o Kremlim de Moscow, algumas exaltações às belezas das estações de Metrô, a perfeição do balé russo (sempre representado pelo Bolshoi) e mais algumas referências esparsas.

Mas há muito mais! Tesouros da arte popular, cujo conhecimento passa de pais para filhos e que não são tão mencionados. Trabalhos manuais belíssimos, delicados, verdadeiras obras de arte que seguem desconhecidas da maioria de nós.

Os ovos pintados, as pashminas (a verdadeira passa em um anel), os bordados, a porcelana, a pintura com temas ortodoxos, o próprio samovar que representa a hospitalidade daqueles povos, a matrioshka, o xale de lãzinha (ai, meu Deus, como eu quero um!!! atenção, marido que lê o blog, presente de Páscoa, hello!!!) e até mesmo as peculiaridades da celebração de Natal. Há muito o que conhecer.

Ucrânia, Rússia, Bielorrússia, Lituânia, Estônia e outros, cada qual com seu artesanato característico e muitas, muitas coisas bonitas e legais que boa parte das pessoas não conhece. Fica a dica!!

Em São Paulo, um bom lugar para "mergulhar" nessa cultura é a Casa da Rússia, ou Tchayka. Para saber um pouco mais sobre esse lugar, clique aqui.



















Comentários

Recomendados para Você