segunda-feira, abril 12, 2010

É hora de mudar! Mude sem sacrifícios



Responda sem pensar:

Você prefere uma mudança assim


Ou assim?


É claro que a segunda opção é a melhor. Porém, muitas vezes, contratar uma empresa de mudança que levará as suas coisas de um ponto da cidade a outro, com todos os cuidados necessários, demanda um gasto nem sempre possível.

Mas dá, sim, para amenizar os transtornos de uma mudança e não estragar ou quebrar seus objetos mais queridos.

Vamos às dicas:

É importante começar bem. Por isso, tenha à mão tudo o que você precisará na tarefa de empacotar as suas coisas.

Programe-se com antecedência e providencie os jornais (úteis para embalar itens que quebram como copos, pratos, vasos, etc.) e/ou plástico bolha (um rolo grande custa, em média 90 reais, e é suficiente para a maioria das mudanças). 

Você também pode conversar com os comerciantes do seu bairro e conseguir algumas caixas de papelão. Os sacos de lixo pretos - aqueles bem grossos e resistentes - também são muito bons para acondicionar itens inquebráveis, como roupas. 









Fita crepe, fita para lacrar as caixas, etiquetas brancas (vendidas em rolo), tesoura, fitilho e canetas marcadores são itens imprescindíveis na sua mudança e costumam ser itens muito baratos nas papelarias e armarinhos. Fazem uma diferença enorme! 


Cobertores econômicos, próprios para doações a moradores de ruas e mudanças, cujo preço costuma ser inferior a 5 reais são ótimos aliados. Com algumas unidades desses cobertores, você pode proteger seus eletrodomésticos e eletroeletrônicos de danos comuns em mudanças, como batidas e arranhões.




Roupas pessoais e o enxoval da casa podem ser acondicionados em malas


Contudo, se não tiver a quantidade necessária, use capas de ternos/vestidos e os sacos plásticos pretos. Não esqueça de identificar o conteúdo de cada pacote ("roupas do marido", "lençóis", "toalhas de banho", etc.).












É claro que "a vida é perfeita" se você dispuser de caixas cabideiros para colocar as roupas. Caso não tenha, não se acanhe e improvise. Vale usar tubos metálicos, canos de pvc e até cabo de vassoura. Para apoiá-los na caixa, basta um furo de cada lado.





Além de lacrar bem as embalagens, é fundamental identificar o conteúdo de cada pacote. Com a caneta marcador e as etiquetas, anote a qual ambiente aquele pacote se refere, o tipo de conteúdo (vidros, roupas, etc), o lado que é para cima e se for frágil, escreva-o em letras garrafais.


Atenção às miudezas e documentos importantes. Não se iluda pensando que você desempacotará a mudança no mesmo dia. O cansaço será grande e as tarefas muitas. 


Por isso, deixe à mão (de preferência em uma mala) as roupas íntimas, remédios, uma troca de roupa, uma toalha de banho, itens de higiene pessoal, jóias e documentos importantes. Leve isso com você e nunca no meio das demais caixas.

Empacote por partes. Nada de tirar tudo de dentro do armário antes de começar a empacotar. Já vá esvaziando cada armário e empacotando os seus itens. Aquele monte de coisa espalhada tem um efeito desestimulante. Um cômodo por vez!

Se você tem animais de estimação e crianças, combine com um amigo ou parente para que permaneçam na casa dessa pessoa durante o processo de mudança. Tudo fica mais fácil sem interrupções.

Varões e trilhos de cortinas: para transportá-los, una todas as peças semelhantes com uma fita crepe.

As toalhas de banho e panos de prato podem ser usados dentro das caixas de produtos frágeis, evitando que batam entre si e quebrem.

Tapetes e cortinas podem ser levados à lavanderia antes da mudança. Eles voltarão empacotados e enrolados de lá, poupando o seu trabalho. Se puder, pegue-os após a arrumação da casa nova.

Na arrumação das caixas, coloque os itens mais pesados na parte de baixo e os mais leves e frágeis no topo.

Fios, cabos, fontes, filtros de linha, interruptores e adaptadores em geral: Coloque todos juntos em uma caixa e a mantenha identificada e à mão. Assim será mais fácil na hora de ligar os equipamentos. 

Bolsas e recipientes térmicos ajudam a transportar os produtos perecíveis e os que estão refrigerados. A geladeira deve ser o último item a desligar e o primeiro a ligar na nova casa.




            Comentários

            Recomendados para Você