sexta-feira, novembro 04, 2011

Dalí - um gênio de várias facetas



Gente, eu sou uma apaixonada por Salvador Dalí. Me considero uma pessoa privilegiada por ter visto algumas de suas obras em uma exposição que passou por aqui na década de 80 (acho que era 85 e acho que era no Masp). 

Não me lembro certo das datas. Lembro que fazia um curso de desenho e fui visitar essa exposição em um sábado à tarde. Até então, só tinha ouvido falar dos estardalhaços dessa pessoa insuportável, apaixonante e enigmática.

Apesar das datas e do local estarem bem incertos na mente, as sensações que aquelas pinturas me despertaram, persistiram por vários anos e - até hoje - ainda fico meio que hipnotizada, encontrando algo mais nas pinturas de Dalí. Acredite, sempre há algo a mais que não vimos antes. Você não vê uma obra de Dalí em menos de 15 minutos.

Bem, pinturas à parte - e são muitas a serem vistas, esse gênio maluco atuou em várias áreas: pintura, escultura, fotografia e cinema. 

Sim, esse maluquete divinamente inspirado colaborou com Walt Disney e Hitchcock, isso sem mencionar a "dupla criativa" com Buñuel, que deu origem a Um Cão Andaluz (se você acha Tarantino o que há de mais maluco no cinema, clique lá embaixo e assista o filme). Tadinho do Tarantino.

Bem, mas cinema à parte, o que você acha desse sofá?


Ok, nada fácil de combinar, não é? Mas tudo bem, mesmo, porque ele é peça de museu. Criado em 1930 por Salvador Dalí, homenageia a atriz Mae West (algo assim como a Angelina Jolie daquela época). A montagem, que inclui esse sofá, dá origem ao rosto da atriz. (Museu Dalí, Espanha)


Além desse sofá, outro utensílio para casa criado pelo maluquete Salvador Dalí, foi esse telefone lagosta.



Ok, não dá para incluir nada disso na decoração de casa, eu concordo. Mas também não dá para esquecer que Salvador Dalí é um nome exponencial quando tratamos de Surrealismo e suas obras merecem ser vistas. Uma boa dica é visitar o site da Fundação Gala - Salvador Dalí. (ah, Gala foi a esposa de Dalí e há varios babados fortes sobre sua natureza, digamos, ardente, rsrs).




Outra contribuição importante de Dalí foi no design de jóias (sim, isso mesmo!). Um exemplo disso é o Ruby Lips, esse broche com rubis e pérolas.




Bem, mas chega de blá-blá-blá, que esse post ficou grande demais. Eu só queria mostrar o telefone e o sofá, rsrs.


Agora, deixo vocês com o filme Cão Andaluz (Dalí-Buñuel) para provar que - bem antes do Tarantino - já havia algo doido no cinema e também com as cenas de Dalí para Spellbound e no filme Destino de Walt Disney.


Comentários

Recomendados para Você