quarta-feira, dezembro 07, 2011

DECORAÇÃO: COMO ESCOLHER A LÂMPADA ELETRÔNICA





O  termo "apagão" foi responsável por uma série de mudanças de hábitos nas casas brasileiras. A principal: uma correria danada às lojas em busca das lâmpadas eletrônicas ou fluorescentes compactas.

Redução no consumo de energia e também valores menores na conta da companhia elétrica são os grandes apelos das lâmpadas eletrônicas compactas. Mas como saber se você precisa de uma lâmpada de 11 ou 15 watts?

E como não cair na armadilha de comprar o modelo cuja embalagem indica a maior quantidade de watts só para "deixar o ambiente mais claro"?


Aprenda a seguir:

Calcule rapidamente a quantidade de watts necessários

Para começar, um cálculo bem simples que pode ajudar você a determinar a quantidade de watts necessários em cada ambiente. 

Funciona assim: para os primeiros 6 metros quadrados, você atribui 100 watts. Depois, a cada 4 metros quadrados, atribua 60 watts.

Entendeu? Não? Um exemplo ajuda: suponhamos que um ambiente tem 26 metros quadrados (a maioria das salas de estar costuma ter algo próximo disso). Considere que para 6 m2 desse total, você usará 100 watts. Restam 20 m2. A cada 4 m2  você determinará 60 watts. Pronto, o total necessário para uma sala de 26 m2 é de 400 watts.

É claro que esse cálculo é muito simples, não prevendo o direcionamento desses watts em pontos específicos para destacar objetos, realizar atividades, evitar ofuscamento, adotar a temperatura de cor correta e outros fatores que são dominados após a realização de um curso de luminotécnica.

Mas ajuda bastante na hora de decidir as lâmpadas para pontos que já existem no seu ambiente. Depois, é hora de desvendar os "mistérios" da lâmpada.


Entenda a Equivalência das Lâmpadas Eletrônicas

Uma lâmpada eletrônica cuja embalagem indica 15 w equivale a uma lâmpada incandescente de 60 w. Essa é a única informação que você precisa guardar.

Para não esquecer mais:

Lâmpada eletrônica 15 w = Lâmpada Incandescente de 60 w

Para saber, portanto, a equivalência das lâmpadas de 11, 14, 15, 20, 28 w e outras, é só aplicar a "regra de três" que aprendemos na escola e fazer a conta.

Para facilitar, a equivalência dos modelos mais comuns:

Equivalência de Lâmpadas
Eletrônica x Incandescente

11 w   =    44 w
14 w   =    56 w
15 w   =    60 w
20 w   =    80 w
25 w   =   100 w
28 w   =   112 w


Não custa dizer: este cálculo NÃO vale para as lâmpadas de LED (em outro post conto como funciona nesse caso) e nem para as halógenas, dicróicas, PAR, AR e etc.. Também não contempla o IRC (índice de reprodução de cores) e nem temperatura de cor e outras variáveis que podem influir na iluminação.  É, assim, básico!

Comentários

Recomendados para Você