segunda-feira, janeiro 09, 2012

DECORAÇÃO COM PISO DE ARDÓSIA: COMO COMBINAR



Hoje recebi e-mail da Maria de Fátima perguntando sobre combinações de ardósia com madeiras e com o granito vermelho brasília na soleira.

Já disse em outro post que, na minha opinião, a ardósia é uma pedra linda e injustiçada. Uma grande possibilidade de composições é um bom motivo para não dispensar o piso de ardósia que você já tem em casa.


Existem diversas tonalidades de ardósia (preta, cinza ferrugem, verde, etc.). Por ser uma rocha de clivagem perfeita - ou seja, pode formar grandes placas com poucos milímetros de espessura e superfície plana e contínua - é largamente utilizada na construção civil.

Alta resistência mecânica, baixa porosidade e uma excelente relação custo x benefício são outros argumentos a favor do piso de ardósia.

É muito comum encontrarmos a ardósia em placas de 40 x 40 cm. E por conta da pouca criatividade na utilização da pedra, muitas pessoas acreditam que ela seja antiquada ou ultrapassada e ficam com receio de utilizá-la.

Mas a ardósia fica bonita, sim. Para responder à dúvida da Maria de Fátima, fiz uma combinação da ardósia com outras tonalidades de pedras naturais para simular a soleira:


É sempre bom lembrar que no caso das pedras naturais há muita variação de tonalidade e você só deve escolhê-las colocando uma do lado da outra para ver se gosta do resultado. Contudo, partindo das denominações e tipos mais comuns, fiz as composições acima com os granitos: vermelho brasília, branco polar e preto são gabriel.

A combinação mais neutra (cinza e preto) deixa mais à vontade para trabalhar com as cores e estilos no restante da decoração (tapetes, móveis, etc.). Isso é possível porque não há um grande contraste com os granitos de base neutra e fria (branco, cinza claro ou preto) e com veios que "puxam" para a tonalidade da ardósia.

Se optar pelo granito vermelho brasília, o contraste se destacará e aí é preciso estar atento às demais composições de cores do ambiente para não dar a impressão de um ambiente "pesado".

Quanto à madeira: a combinação de ardósia com diversos tipos de madeira sempre costuma render um bom resultado. Porém, para deixar o piso com uma cara mais moderninha, esqueça os tons muito escuros e o aspecto alto brilho. Prefira as madeiras com acabamento natural ou de demolição. 

É sempre bom lembrar que as tonalidades que "puxam" mais para o mel, como o cumaru, por exemplo, são mais neutras e mais fáceis de compor com o restante da mobília. Os tons mais amarelados e avermelhados se tornam mais cansativos com o tempo.





 A seguir, boas composições com ardósia:











Uma paginação diferente, compondo placas de diferentes tamanhos ou "canjiquinha" também fica muito bonita em revestimentos feitos com ardósia.

Veja também como a ardósia voltou a ser tendência e os jeitos atuais de usar  e as dicas para decorar ambientes com piso de ardósia.

Comentários

Recomendados para Você