sábado, maio 19, 2012

LUSTRE: SOLUÇÃO PARA CENTRALIZAR



O ideal seria que todo teto fosse rebaixado e em gesso. Muito mais simples. Afinal, basta um furo e pronto. Lá está o seu lindo lustre ou pendente exatamente no centro da mesa. 

Mas nem sempre é assim. Os pontos deixados nem sempre coincidem com a disposição dos móveis. 

Nessa hora, recebo vários e-mails perguntando como centralizar o lustre ou se é errado/feio/antiquado/brega usar o prolongador.

Respondendo: muitas vezes o jeito mais fácil para centralizar é com o uso de extensor ou prolongador. 

A canopla é instalada exatamente no ponto (cobrindo a abertura) e você usa aquela corrente, chamada de extensor ou prolongador, com o gancho para criar um novo ponto no teto. 

Apresentando as peças:


Canopla: serve para tapar a furação deixada. Existe em vários modelos, desde os mais simples e sem detalhes até os mais elaborados.

Corrente, extensor ou prolongador é usada para "levar" o lustre ou pendente até o ponto desejado. Embora não exista uma enorme variedade de padrões e acabamentos, deve  acompanhar o estilo do lustre ou pendente.
Gancho, garra ou loop: é fixado ao teto, criando o novo ponto. Também deve seguir o acabamento das demais peças. Mas, se não encontrar, um gancho neutro, pequeno e branquinho na cor do teto, passa quase despercebido.

É assim que as peças ficam após a instalação. A distância da canopla até o gancho pode variar o quanto for necessário para instalar o lustre no ponto desejado. 

Depois de verem essas peças, lá vem e-mail de novo. As pessoas me escrevem perguntando se não tem uma outra solução porque a corrente é feia, não compõe legal com o lustre, etc-e-tal

E lá vem a solução: é só usar uma "capa" para cobrir a corrente. É difícil (muito mesmo, tá?) achar esse bendito acessório aqui no Brasil. Mas também é tão simples que você mesmo faz, com esse tutorial.

Se você souber compor a capa com o modelo do lustre, pode ter certeza de que essa solução pode até se transformar em um detalhe a mais no seu ambiente, sem deixar nada brega ou antiquado.











O segredo deste acessório é ficar bem justinho à corrente e bem franzido, parecendo original do lustre. Uma boa dica é apostar em tecidos como organza, cetim e seda para a confecção.

Solução sem obra, também, é utilizar a Luminária Tolomeo, que conta com braço articulável, como fez o arquiteto Marcelo Rosset, na cozinha abaixo:



Bom, pessoal, é isso. Espero que essas dicas sejam úteis para responder às dúvidas.

Comentários

Recomendados para Você