terça-feira, setembro 18, 2012

Resenha: Centrífuga Juicer Walita Phillips




Quando ganhei essa Centrífuga Juicer Walita para fazer uma resenha do produto no blog, deixei bem claro que faria isso somente após seis meses de uso e depois de testá-la com todas as frutas e legumes, ou seja, no batente mesmo. 

Isso porque todo mundo deve lembrar do meu drama com a centrífuga da Philco, que relatei nesse post aqui e que não funcionava (doei para uma instituição que aproveitava peças).

Muito bem, seis meses de uso intenso da Centrífuga Juicer Walita se passaram. Preparei sucos 3, 4, 5 vezes ao dia. Abacaxi, maçã, goiaba, caju, carambola, uva e, ontem, para assegurar de vez que a centrífuga encara qualquer desafio, foi a vez de cenouras e beterrabas bem firmes.

Na foto do post, estava rolando um suco de maçã com beterraba - minha mais nova paixão.

Para minha surpresa - que desde o incidente da Philco andava desanimada com esse tipo de eletroportátil - a centrífuga da Walita se saiu super bem. 

Todos os sucos ficaram ótimos, sem qualquer resquício das cascas, sementes e talos. Isso porque ela tem uma peneira com microfuros em aço inoxidável, que deixa o suco "lisinho" - do jeito que eu gosto, odeio suco com bagaço!!.

Uma coisa importante, o inoxidável é de boa qualidade. Já lavei várias vezes e nem sinal daqueles pontinhos de ferrugem que aparecem quando os produtos são de má qualidade.

O reservatório que coleta os bagaços (tem nome científico para isso?) fica na parte posterior do aparelho, é fácil de retirar para lavar e fácil de encaixar. 

Ah, isso é um ponto positivo, pois todas as peças da máquina são muito práticas de encaixar e retirar.  Também tem um design que permite lavá-las na máquina de lavar louças. 

Testei e lavei todas as peças na máquina de lavar louças, com exceção da peneira, que vem com uma prática escovinha de cabo para remover as fibras dos alimentos. Mas a máquina é dispensável, pois um simples enxágue remove prontamente todos os resíduos.

O tamanho do bocal para colocar as frutas é ideal. É claro que não cabe um abacaxi ou melão inteiro, pois seria exagero, mas as maçãs, peras, carambolas e outras de tamanho similar, cabem inteiras, o que é muito prático. 

A altura da saída do suco também é bacana, pois acomoda um copo tranquilamente (olha a foto do post). Usei a jarra que veio com o produto, é ótima, mas, por uma questão de praticidade, tenho feito os sucos diretamente no copo. 

A centrífuga tem duas velocidades e um motor super potente, não enrosca, nem para de funcionar ao contato com a fruta, mesmo a fruta mais durinha e firme. 

A aparência do aparelho é bonita e ele é muito fácil de limpar também por fora, basta um paninho úmido para remover qualquer sujeirinha.

O produto tem um tamanho bem maior que a maioria dos eletros de cozinha. Para guardar em um armário, é necessário retirar as peças superiores. Mas, quer saber, viciei tanto que a danadinha fica sempre à mão, sobre a bancada, a postos para minhas invenções "suquísticas". 

Então, na minha avaliação final, é um produto que vale a pena mesmo. Tem um ótimo custo benefício, o motor é potente e encara mesmo todas as frutas e legumes sem qualquer problema no funcionamento. 

O suco extraído da fruta é lisinho e pronto para consumir, mas como é bem concentrado, algumas pessoas podem optar por diluir para atender ao seu paladar. 

A versão que testei foi a Aluminium Collection, de 700W. Na internet, os preços variam de R$ 340 a 399.

Abraços e até a próxima. 




Bom, people, é isso. Espero que tenha ajudado. Se você quer ver mais resenhas de produtos por aqui ou tem um produto que gostaria de apresentar aos nossos leitores, é só mandar um e-mail para contato@coresdacasa.com.br.















Comentários

Recomendados para Você