terça-feira, janeiro 15, 2013

CHESTERFIELD - 21 JEITOS DE USAR O SOFÁ NA DECORAÇÃO



Minha opinião é que nenhum outro sofá tem a personalidade e o estilo de um chesterfield. 

Por conta da tendência contemporânea, conheço algumas pessoas que relegaram um chesterfield a segundo plano (no sítio, no escritório, na casa de praia...) e optaram por modelos com linhas mais retas. Uma pena!!

Há também quem tenha optado por vê-lo com a forma original, mas sem o tradicional capitonê.

Nem só de couro preto vivem os Chesterfields. Eles ficam lindos em várias versões e podem tranquilamente acompanhar um projeto mais contemporâneo ou mesmo dar aquele toque descolado e de bom humor ao ambiente.

Preto, na versão clássica.

Sem o capitonê e com tecido claro.

Revestido com tecido floral - suavidade e romantismo.

Ousado, com tecido de estampa grande em preto e branco.

Couro vermelho - marcante.

Branco dá leveza sem perder o estilo.


Couro natural desgastado pelo tempo.

Poltronas em rosa - inusitadas.

Azul turquesa, ideal para composições mais modernas.

Acompanha sem problema outras peças em tonalidades próximas, dando unidade visual ao ambiente.

Seda e tecidos acetinados podem ser usados em qualquer cor. 


Couro branco, sempre lindo.

Veludo e chenille estão entre os revestimentos mais comuns. Mas a camurça sintética ou natural também pode ser usada.
Veludo rosa.

O tradicional.


Uma composição diferente.

Suede marrom.

Couro branco novamente, com pufe.


O tom caramelo ganhou a companhia do púrpura e ficou super moderno.

Floral sem capitonê.

De patchwork.

Em uma sala contemporânea.


O Chesterfield clássico é conhecido pela técnica do capitonê no assento e encosto. Aprenda a diferença entre capitonê, botonê e matelassê.



Comentários

Recomendados para Você