quinta-feira, janeiro 09, 2014

Decoração: Pé de Máquina de Costura e o Tacho de Cobre



Tenho hábito de fazer '" rodízio" com os objetos de decoração.  Quando enjôo deles, guardo por um tempo no armário, depois, redescubro e invento novos lugares para usar.

No antigo apartamento, o tacho de cobre acomodava as revistas mais recentes na sala. Dá para espiar um pedacinho dele sob a mesa de centro. 





Aqui, novo uso para o tacho de cobre que minha mãe comprou de um cigano há muitos e muitos anos. 

Chamava a atenção o fato desse tacho ter o metal bem espesso e ser bem pesado, diferente dos tachos que encontro à venda. Não tem o detalhe martelado, o fundo é bem espesso e as alças são em ferro. 

Em um antiquário, encontrei um igualzinho e acabei descobrindo se tratar de um tacho escravo, do tipo que era usado nas senzalas. Muito antigo.





Foi para a varanda. Ganhou a companhia do pé de máquina antigo, que também ganhou um novo tampo de demolição. 

O pé de máquina era da minha sogra, estava abandonado em um canto, enferrujando. Foi resgatado e pintado com tinta esmalte na cor preta. Apóia bebidas e a área da churrasqueira e, não tem apenas uma função decorativa, é útil também. 

Adoro quando passa a "febre" das pessoas por objetos, assim, realmente, você vê em uso de uma forma bacana, sem modismos e sem cansar. 

Quando virou moda ter um pé de máquina com vidro em forma de aparador, a maioria dos contextos que vi não me agradava. Ou não compunha legal com o estilo da decor do ambiente ou a pessoa se desfazia da peça por enjoar, o que, acho, não é um comportamento adequado para peças vintage ou antigas. 




E você, o que tem para resgatar e mudar a forma de usar?

Comentários

Recomendados para Você