quinta-feira, outubro 22, 2015

Decoração: O Meu Home Office



Não sumi, nem abandonei o blog, apenas estou me dedicando a outras prioridades. 

Existem momentos em que alguns aspectos da nossa vida demandam mais atenção do que outros. Por isso, acabei deixando em segundo plano o Cores da Casa. 

Para ser bem sincera, embora tenha feito várias coisas legais aqui em casa (aos poucos vou mostrando por aqui), me distanciei bastante dos assuntos relativos à decoração e apenas agora, aos poucos, estou retomando a minha antiga rotina. 

Bom, mas deixando o mimimi de lado... Hoje vim mostrar algumas fotos do meu home office - ou escritório mesmo que é como chamamos aqui. 

Na semana passada, finalizei a colocação do papel de parede. Ainda pretendo colocar alguns quadros, mudar alguns detalhes, porque, enfim, casa de verdade é assim, nunca está pronta, sempre tem algo a acrescentar, a melhorar, a fazer. 



Logo ao entrar, essa é a visão da porta. A marcenaria ao fundo, além de um pequeno nicho, esconde portas e gavetas para guardar livros, materiais e todo o necessário. Nem me peça para abrir, rsrs.



De outro ângulo, dá para perceber outros detalhes. Esse é o papel de parede que terminamos de colocar na semana passada. Gostei dele porque tem um movimento, uma coisa que remete à ilusão de ótica, mas apesar disso é discreto, em tons de branco, preto, cinza e bege. 

É raro, mas em alguns momentos meu marido também usa o escritório, faz reuniões, recebe alguém, então, tudo tem uma carinha mais sóbria e discreta. Coisa minha, neura, sei lá, acho esquisito quando alguns ambientes da casa de um casal são muito femininos. 

O sofá, embora a ideia inicial e o projeto fossem um modelo na cor branca e um pouco menor, acabou vindo da casa da minha mãe. Ela tinha um sofá bacana, com uma estrutura legal, de boa marca... Mandou reformar e não gostou. Um "chega aqui" e cá está ele atendendo muito bem às necessidades (inclusive aqueles momentos de sonequinha, porque ninguém é de ferro!). 



A mesa tem 3 partes: uma coluna fixa, com prateleiras e gavetas, cavaletes quadrados em aço inox e o tampo de vidro. É a causa da eterna discórdia. Meu marido quer trocar, mas eu amo e assim vamos seguindo. 

Aquele pufe baixinho escondidinho serve para acomodar os pés nos momentos em que passamos muito tempo sentados. Um conselho que dou para todos: usem.


E, por fim, mais alguns detalhes. Tenho várias peças de cerâmica que meu pai executou (sempre!), alguns livros que curto deixar expostos, um telefone antigo que sempre foi nosso (inclusive com a numeração de seis dígitos, rsrs). 

Vai ter copa!! As duas réplicas das taças da Copa foram presentes para convidados especiais dos jogos. Relaxem, não fui eu quem ganhei, rsrs. Foi o marido mesmo. 

É isso. Espero que tenham gostado da decoração e que ela inspire boas ideias. 

Comentários

Recomendados para Você